quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Errar é humano


O único homem que não erra é aquele que nunca fez nada.

- Eleanor Roosevelt

No google "errar" é definido como:

verbo
  1. 1.
    incorrer em erro, em engano.
    "errou todas as questões e foi reprovado"
  2. 2.
    deixar de acertar em.
    "disparou com otimismo, mas errou o alvo"

Eu gosto de pensar no erro como um ensaio sabe? Afinal, tudo nessa vida é perspectiva. Um problemão pode virar um probleminha dependendo da maneira que olhamos pra ele.
Eu gosto da idéia do erro como como deixar de acertar, tira um pouco aquele peso de "o mundo vai acabar se eu pisar na bola".
Eu diria que muitos tem um medo quase que patológico de errar, um errofobia. (Inventei agora okay?) e isso vem em partes da nossa cultura midiática a la revista Caras onde tudo é exposto e julgado (alou facebook). Falando de rede social, vamos pensar no caralivro mesmo. Rodando lá pela sua timeline você tem a impressão que todo mundo é perfeito ou quase? Eu imagino que sim porque é isso que as pessoas querem (muitas delas), parecer perfeito.
Foco na palavra PARECER. 
Querem mostrar que a vida é perfeita, o corpo é perfeito (e da-lhe photoshop e edição pra isso), os filhos são perfeitos, o casamento, o trabalho....porque assim fica fácil de evitar olhar pras próprias dificuldades.
E tem muita gente que entra nessa onda e acredita nessa vitrine. Isso mesmo, vitrine. Digo mais, é encenação pura.
Pode até ser que algum ser iluminado tenha essa vida "dita" perfeita, segundo as nossas concepções mas quem disse que é livre de problemas? E de erros?
É verdade que somos julgados não pelo que fazemos de certo mas pelo que fazemos de errado. Muitas vezes isso acontece, e eu digo, bola pra frente! 
Quem tem que estar em paz com as suas decisões é você mesmo! 
É nesse contexto que eu digo: vamos com calma e vamos colocar o pé no chão. 
Não tem como minha gente, errar é humano, o que nós temos é que nos dar o direito de errar.
A questão não é não errar, é quando você errar como vai lidar com isso?
É se maltratando, se xingando ou de uma forma mais positiva, digamos tentando aprender com a situação pra fazer melhor na próxima ou não fazer?
O problema de não se permitir esse processo de auto avaliação não é que você deixa algumas coisas de lado, é que você passa a viver com medo de sair da zona de conforto, de tentar algo diferente ou ainda, de tentar fazer melhor. 
Acaba que você deixa de crescer e aprender e VIVER por ter medo de errar. E isso não é vida.
Você conhece alguém assim? Talvez você tenha sido até agora um errofóbico.
Não se culpe, isso acontece com todos nós. Saiba somente que é possível mudar. Como?
Se dando permissão pra ser humano e com isso errar.
A partir do erro, você pode pedir desculpas, tentar consertar a situação ou simplesmente aprender com isso pra não fazer de novo.
Existem muitas opções aí dependendo da situação.
Algumas vezes as consequências vão ser ruins e outras nem vão ser tão terríveis como você pensava e acredite, você pode conviver com as consequências ruins.
O que acontece é que na nossa cabeça o monstro se torna muito pior e aí o risco parece muito grande. Mas pensa bem, qual é o maior problema, pisar na bola TALVEZ em alguma situação e manejar ou deixar de crescer e viver encalhado?
Você decide o que parece melhor. 
----------------------------------------------------------------------------------

Gostou do texto? Tem alguma dúvida, alguma vivência pra compartilhar? Deixa um comentário aqui no blog ou me manda um email que a gente conversa mais ;D
Um grande abraço

0 comentários:

Postar um comentário

Popular

Tecnologia do Blogger.